Review | Like a Dragon: Infinite Wealth


A série Yakuza se estende por quase vinte anos, e é incrível ver o quão longe ela chegou. Com o lançamento de Yakuza: Like a Dragon em 2020, a icônica franquia de ação e drama policial da Sega, em colaboração com a RGG Studio, passou por uma transformação radical ao se tornar um JRPG baseado em turnos. No entanto, apesar de todas as mudanças e novas mecânicas, a série sempre manteve sua profundidade e significado nos personagens e na narrativa. Com uma mensagem de honra, sacrifício, amizade, amor, poder e destruição que permeiam a série desde o seu lançamento original, em Like a Dragon: Infinite Wealth marca um ponto de virada com um peso emocional palpável a cada passo, sugerindo que chegou a hora de passar a tocha para uma próxima geração de heróis.

Prometendo elevar o nível do seu antecessor em todos os aspectos, Infinite Wealth oferece mais do que era amado no jogo anterior – proporciona uma experiência ampliada com o protagonista Ichiban, permitindo que os jogadores o vejam começar do zero com um novo grupo desorganizado mais uma vez enquanto Kiryu testemunha o seu sucessor na série. Além disso, há uma nova mudança de cenário, desta vez para o Havaí.

Preparando o terreno para este jogo, a RGG lançou o Like a Dragon Gaiden: The Man Who Erased His Name como uma forma de prólogo para nos preparar para o que Infinite Wealth nos reserva.

História

Review Like a Dragon Infinite Wealth História personagens

Após a dissolução do Clã Tojo e a Aliança Omi, o ex-yakuza Ichiban Kasuga vive tempos tranquilos trabalhando na Hello Work, uma agência de empregos. Em busca de seguir o legado do seu pai, Masumi Arakawa, Ichiban usa a empresa para dar empregos a ex-yakuzas que decidem seguir a vida longe do crime. Junto dos amigos Yu Nanba e Koichi Adachi, o plano estava indo muito certo, até que Hisoka Tatara, uma VTuber famosa por denunciar crimes, espalha fake news dizendo que Kasuga está recrutando ex-yakuzas para construir uma rede criminosa, levando a demissão de Nanba e Ichiban e impedindo Adachi de tomar empréstimos do banco.

Desolados, os três descobrem que o Clã Seiryu estaria recrutando ex-yakuzas em escala assustadora e decidem se infiltrar no QG para descobrir as motivações do grupo. Lá eles encontram o presidente em exercício, Masataka Ebina, que revela que a contratação de ex-yakuzas tem como propósito dar empregos legítimos em uma empresa de gerenciamento de resíduos e informações confidenciais, o maior motivo da operação seria realizar uma “Segunda Grande Dissolução” para acabar de vez com a yakuza em todo o Japão.

Ebina revela que Jo Sawashiro, antigo capitão do clã de Ichiban, foi libertado da prisão após se provar inocente do assassinato do ex-presidente do Clã Seiryu, Ryuhei Hoshino.

Em uma longa conversa, Sawashiro revela para Kasuga que o seu capitão, Arakawa, por muitos anos tentou descobrir o paradeiro de sua mãe, Akane Kishida, mas nunca conseguiu a encontrar. Durante o diálogo, Sawashiro revela que Akane pediu que o seu paradeiro fosse ocultado de seu antigo amor e Sawashiro mentiu para Arakawa dizendo que ela tinha morrido, assim encerrando as suas buscas. Sabendo disso, Sawashiro encoraja Ichiban a partir Honolulu, no Havaí em busca de sua mãe.

Kasuga parte para o Havaí para conhecer sua mãe, mas vai descobrir em um cenário paradisíaco que as garras das facções criminosas estão entranhadas em todos os cantos do Havaí e que todos estão à procura de Akane.

Campanha

Review Like a Dragon Infinite Wealth Ichiban Kiryu

Não é surpresa nessa etapa de vida da franquia que tanto Yakuza quanto Like a Dragon compartilham a mesma experiência narrativa, com as suas qualidades e defeitos.

Enquanto perdíamos umas boas primeiras 3 a 4 horas em que Kasuga tinha que lidar com conflitos pequenos para o seu ex-Clã, em Infinite Wealth perdemos uma boa parte do começo em micronarrativas, com destaque para o arco narrativo de uma tentativa de romance com a Saeko Mukoda, outra personagem importante do jogo anterior. Não é surpresa tal abordagem, já que a série não economiza em diálogos e cenas menores para conseguir desenvolver personagens e preparar cenários para acontecimentos maiores no futuro.

Já que Kasuga está em um novo país, uma ótima decisão para conseguir revigorar sua história com novos arcos foi criar novos personagens com novos conflitos pessoais que conversam muito bem com a campanha principal e novas personalidades. Com isso temos Eric Tomizawa, um taxista injustiçado que pagou por um crime que não cometeu, Chitose Fuujinomiya, uma jovem ex-faxineira de Akane que pertence a uma das famílias mais influentes do Japão e Kazuma Kiryu, o Dragão de Dojima a serviço da facção Daidoji.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Kiryu Campanha

Apesar de Kasuga continuar o protagonista de Like a Dragon, em Infinite Wealth ele divide palco para Kiryu, que vive um novo drama inesperado e angustiante, o famoso ex-yakuza está com câncer avançado e possui pouco tempo de vida.

Enfrentando um novo drama e desafio que dessa vez pode acabar com o imbatível Dragão de Dojima, Kiryu ganha um desenvolvimento especial do roteiro. Se em The Man Who Erased His Name Kiryu se vê isolado e sozinho, forçado a forjar a sua morte para a salvação e segurança de entes queridos, em Infinite Wealth ele está rodeado de novas pessoas que o admiram e irão se esforçar para ajudá-lo nos seus últimos momentos de vida, adicionando uma nova construção e desenvolvimento para um personagem tão antigo.

Apesar de lento e longo (cerca de 50 a 60 horas de duração), o roteiro do jogo consegue passar por todas as facções do submundo de Honolulu e as desenvolve como poucos jogos narrativos conseguem alcançar, ao custo de muitos diálogos e cenas triviais. Óbvio que o jogo não é infalível na forma que a sua campanha progride, já que há intromissões de missões secundárias irrelevantes no meio da história que atrapalham muito o seu ritmo, transformando a sua experiência em algo um pouco arrastado.

Gameplay

Review Like a Dragon Infinite Wealth gameplay

Ao abraçar um novo protagonista no Yakuza: Like Dragon, a RGG Studio implementou mudanças significativas no seu estilo de combate, abandonando uma experiência de mais ação e adotando os elementos de RPG baseado em turnos, e tal decisão se mantém em Infinite Wealth, embora com mais melhorias. Solidificando esse novo caminho, a franquia decide dobrar a aposta nessa nova direção.

Possuindo algumas mudanças fundamentais, agora podemos nos mover por um espaço limitado durante os combates, assim o jogador pode ter um maior controle sobre onde seus ataques acertam (atacar pelas costas adiciona danos críticos) e até mesmo escapar de golpes em área que inimigos desferem.

Adicionando uma camada maior de complexidade, agora temos maiores informações visuais sobre nossos ataques. No anterior, não tínhamos certeza se uma habilidade em área acertaria todos os inimigos ao redor; dessa vez, podemos ver um círculo no chão da área de efeito.

Uma mudança significativa é que agora podemos bloquear ataques adversários fora do nosso turno. Funcionando da mesma forma que em outros RPGs, quando o inimigo vai atacar, o jogador pode apertar o botão no momento certo para realizar um Bloqueio Perfeito, assim reduzindo o dano e se livrando de ataques de status negativo.

Outro elemento novo e importante para as lutas é que agora nossos ataques podem empurrar inimigos tanto uns contra outros quanto contra parceiros da party, onde o primeiro tira dano adicional no impacto e o segundo golpeia na volta, proporcionando ataques de oportunidade. Essa nova adição muda completamente as decisões do jogador durante os confrontos, já que ele define quais inimigos valem a pena atacar primeiro, já que esses danos costumam ser grandes e bem úteis.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Combate

Em Infinite Wealth, a importância de pensar estrategicamente sobre cada movimento, tanto a curto quanto a longo prazo, é destacada de maneira ainda mais significativa. Isso se deve ao fato de que atacar os inimigos mais próximos causa um dano maior, enquanto acertá-los pelas costas resulta em danos críticos regulares. Além disso, o jogo traz de volta mecânicas familiares de Like a Dragon de 2020, como a capacidade de atacar inimigos no chão se você agir rapidamente, a utilização de objetos do ambiente para bater nos inimigos e a execução de movimentos combinados com base nos laços e no relacionamento que você construiu com os membros do seu grupo.

Uma inclusão, ou mais interessante ainda, uma exclusão notável em Infinite Wealth é o fato de que os inimigos que você escolhe não atacar não bloqueiam mais o seu caminho. Essa mudança na fórmula estabelecida, embora sutil, resulta em uma abordagem mais metódica do jogo. Ela recompensa os jogadores que pensam cuidadosamente sobre o posicionamento e a sequência de ataques, sejam eles combos ou não. O equilíbrio geral da dificuldade, uma reclamação comum em relação ao primeiro, também parece ter sido refinado. Agora o jogo avisa os níveis de equipamentos e personagens recomendáveis, como em chefes principais e nos momentos críticos da trama, nos quais você enfrenta hordas de oponentes. Embora alguns ataques dos chefes atinjam um ápice fatal, e uma ou outra luta pareça mais irritante do que perigosa, o desafio em Infinite Wealth é um pouco acima do comum, mas ainda continua justo.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Luta

A sinergia dessas mudanças proporciona uma experiência de combate mais interativa e envolvente, apresentando uma variedade de recursos que certamente surpreenderão.

Muitos Minigames e Conteúdo Adicional

O Yakuza: Like a Dragon já tinha muitos minigames, mas em Infinite Wealth temos alguns antigos, novos e melhorados. No jogo temos campos de golfe, karaokê, fliperamas, marcar encontros usando um app inspirado no Tinder, fazer entregas, tirar fotos de locais importantes, jogar dardos, nadar, recolher lixo, fazer provas, fazer amigos nas redes sociais, passear com o Segway (um patinete elétrico) e muito mais.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Sujimon

As dungeons em Infinite Wealth são um verdadeiro destaque, com a RGG demonstrando um excelente trabalho na sua concepção. O ponto alto são as duas dungeons opcionais, que oferecem uma experiência de exploração divertida e recompensadora. A aleatoriedade na geração dessas dungeons a cada visita adiciona uma camada extra de prazer à exploração, tornando-a ainda mais cativante em busca de melhores equipamentos, itens e formas mais fáceis de ganhar XP.

Há uma miríade de missões secundárias para explorar, juntamente com uma extensa lista de objetivos além da trama principal, proporcionando aos jogadores uma experiência rica e diversificada.

O minigame de Sujimon retorna do primeiro, só que expandido. Contando com um sistema bem inspirado em Pokémon, você precisa preencher a sua Sujidex enquanto recruta Sujimons para a sua equipe para que você possa treiná-los e participar de combates contra outros treinadores Sujimon.

Esse sistema é tão importante no jogo que existem SujiStops localizados por toda Honolulu e eventos de raids temporárias para batalhar contra Sujimons mais fortes. O objetivo final desse sistema é subir no ranque para conseguir lutar contra os treinadores mais fortes do Havaí, os Quatro Discretos, e se tornar o Mestre Sujimon.

Ilha Dondoko , um jogo dentro de um jogo

Enquanto Sujimon já apresenta um sistema bastante robusto parecido com Pokémon, no jogo temos um ainda mais profundo, a Ilha Dondoko, inspirado em Animal Crossing. Ao ser nocauteado durante a história, Ichiban acorda em uma ilha turística abandonada. Ao conhecermos o proprietário e seus mascotes, descobrimos que a ilha era bastante visitada por turistas, mas uma empresa pirata começou a jogar lixo e a transformou em um grande lixão a céu aberto. Incapazes de revidar o grupo pirata, Ichiban decide ajudá-los não só repelindo os invasores, mas reconstruindo o local para os tempos de ouro.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Ilha Dondoko

Para isso, temos à disposição novas mecânicas à parte do jogo principal onde podemos recolher materiais de craft, construir mobílias, objetos, bancos, postes, comodidades, edifícios e outros recursos ao redor da ilha. Quanto mais você limpa áreas dominadas de lixo e repele piratas, mais Dondoko se torna habitável e mais fácil você consegue convidar hóspedes para se hospedarem no resort.

Com um sistema tão completo, o jogador fã de outros games com mecânicas parecidas certamente vai perder algumas horas restaurando a ilha, revelando o esforço e o nível de qualidade que a RGG Studio empregou no jogo.

Duas experiências ao mesmo tempo

Apesar do maior protagonista ser Ichiban em Infinite Wealth, em uma determinada parte do jogo temos dois focos narrativos separados por dois mapas: Japão (Kiryu) e Kasuga (Havaí).

Apesar de separados, o gameplay de Kiryu não volta às raízes de ação e continua adotando o combate baseado em turnos, muito da razão que Kiryu não é mais um lobo solitário e possui parceiros que o ajudam na sua nova realidade. Para simbolizar essa mudança, foi adicionada uma mecânica que afeta a efetividade nos combates, que é o nível de vínculos que é aumentado ao participar de eventos e ver diálogos com os seus amigos da party, tornando Kiryu mais humano.

Review Like a Dragon Infinite Wealth Segway

Sem cair em spoilers, o jogo implementa na parte do Kiryu memórias (Recordações do Dragão), espécie de coleções de locais que precisam ser visitados para ativar lembranças de pessoas e acontecimentos de jogos passados. Tal decisão revela a sinergia que Infinite Wealth emprega entre narrativa e gameplay, criando sistemas que conversem entre si para enriquecer a coerência e metas que o roteiro estabelece.

Obviamente esse sistema possui um propósito maior, já que reunir lembranças fortalece cada técnica da Ocupação exclusiva do Kiryu, a Dragão de Dojima, herdada do Yakuza Kiwami que se baseia nos estilos de combate Brigão, Acelerado e Bestial.

Gráficos e Direção de Arte

Ainda o ponto mais criticado por mim em relação à série reside nos gráficos. Embora seja o jogo mais bonito da franquia até agora, com melhorias notáveis nos modelos e expressões tanto dentro quanto fora de cutscenes mais importantes, o resto de personagens não cruciais para a narrativa e NPCs continuam devendo muito em qualidade geral. Alguns movimentos permanecem robóticos e desajeitados, texturas nos mais variados objetos, cenários e construções permanecem devendo, apesar de sofrerem uma ligeira melhora.

Review Like a Dragon Infinite Wealth havai

Apesar de ainda podermos visitar Yokohama com todas as qualidades visuais do jogo anterior, o maior destaque visual de Infinite Wealth reside no seu novo cenário, Honolulu. De dia podemos ver belas paisagens com praias arenosas, clima praiano e belo mar. De noite, cenários iluminados e uma vida noturna revigorante. Um destaque para a cidade é uma maior quantidade de pedestres na rua em relação ao jogo anterior e bem mais carros, que dão vida à cidade. Tudo isso rodando a sólidos 60 fps, sem bugs visíveis durante o reviews ou travamentos substanciais.

Trilha Sonora e Som

A trilha sonora foi composta por Chihiro Aoki, Keitaro Hanada, Hyd Lunch, Yuri Fukuda, Saori Yoshida e 83key e especialmente por Hidenori Shoji, responsável de longa data pela trilha da franquia. Possuindo a mesma marca sonora da série, dessa vez ela implementa diversas músicas “havaianas” com uso de ukeleles e instrumentos característicos da cultura para adicionar imersão para o novo mapa. Tirando alguns momentos mais impactantes de história, as músicas de Infinite Wealth, apesar de divertidas, não vão figurar nos principais prêmios, mas consegue cumprir o objetivo primário de imersão.

O jogo tem dublagem apenas para três línguas, o inglês, japonês e o chinês. A salvação é que como no último jogo, ele é localizado e legendado para o português do Brasil, o que ajuda muito para acompanhar a história densa.

Pela primeira vez na série Like A Dragon, a Ryu Ga Gotoku Studios implementou um recurso que permite aos jogadores ouvirem suas músicas favoritas dos clássicos da Sega em qualquer lugar enquanto exploram as vastas regiões de Infinite Wealth. Essa adição é recebida com entusiasmo, representando uma melhoria significativa no recurso jukebox do jogo, que agora oferece até mesmo a capacidade de criar playlists personalizadas.

Para ampliar a coleção de listas de músicas em Like A Dragon: Infinite Wealth, os jogadores precisam obter CDs de música. Esses CDs podem ser adquiridos como itens colecionáveis através da exploração do mapa do jogo ou, de forma mais confiável, como recompensas em troca de pontos em diversas atividades paralelas. Essa nova mecânica adiciona uma camada adicional de profundidade ao jogo, incentivando os jogadores a mergulharem ainda mais na experiência do mundo do jogo enquanto desfrutam de suas músicas favoritas da Sega.

Vale a Pena?

Review Like a Dragon Infinite Wealth Vale a Pena

Infinite Wealth, a mais recente adição à série Like a Dragon, encapsula tudo o que há de excelente na franquia. Continuando a revolução iniciada pelo jogo anterior, Infinite Wealth é uma evolução das ideias passadas, refinando e aprimorando todos os aspectos que tornaram Like a Dragon tão aclamado.

A jornada de Ichiban é uma narrativa próxima da perfeição, e Infinite Wealth mantém esse alto padrão. Ao encerrar a história de Kiryu e passar a tocha para Ichiban, o jogo serve como uma ponte coesa entre as séries Yakuza e Like a Dragon, proporcionando uma despedida adequada para um ícone e uma introdução emocionante para um novo protagonista. A narrativa do terço final é especialmente digna de elogios, proporcionando momentos emocionantes e surpreendentes que ressoam com os jogadores.

Com um gameplay divertido, melhorias que tornaram o combate por turnos mais estratégico, novas mecânicas adicionadas pouco a pouco durante a campanha para empregar novidades e uma quantidade satisfatória de ótimos minigames e conteúdos paralelos de qualidade, o game agrega muitos lados que certamente irão agradar a diferentes perfis de jogadores.

Apesar de alguns problemas, como uma limitação clara gráfica, talvez causada pelo uso de longa data pelo motor gráfico, Infinite Wealth continua a tradição de excelência da RGG Studios.

Em resumo, Infinite Wealth é uma adição notável à série Like a Dragon, oferecendo uma experiência envolvente e emocionante que agrada tanto aos fãs antigos quanto aos novatos. É uma obra-prima que destaca o melhor do desenvolvedor, da franquia e do gênero como um todo.

*Jogo analisado no PS5 com cópia digital fornecida pela Sega.
Notas do Jogo
Review Like a Dragon Infinite Wealth Capa PS5

Título: Like a Dragon: Infinite Wealth

Descrição do jogo: Dois heróis maiores que a vida unidos pelo destino, ou talvez algo mais sinistro... Ichiban Kasuga, um azarão incansável acostumado a sair da lama para chegar no topo, e Kazuma Kiryu, um homem destruído que enfrenta seus últimos dias de vida. Experimente um combate único com batalhas RPG dinâmicas e aceleradas onde o campo de batalha se torna sua arma, e tudo é possível. Divirta-se no Japão e explore tudo o que o Havaí tem a oferecer em uma aventura tão grande que atravessa o Pacífico.

Gênero: RPG

Lançamento: 26/01/2024

Produtora: Ryu Ga Gotoku Studio

Distribuidora: SEGA of America, Inc.

COMPRAR

Nota
8.6/10
8.6/10
  • História - 10/10
    10/10
  • Jogabilidade - 9/10
    9/10
  • Gráficos - 7.5/10
    7.5/10
  • Trilha Sonora e Som - 8/10
    8/10

Veredito

Infinite Wealth, a mais recente adição à série Like a Dragon, encapsula tudo o que há de excelente na franquia. Continuando a revolução iniciada pelo jogo anterior, Infinite Wealth é uma evolução das ideias passadas, refinando e aprimorando todos os aspectos que tornaram Like a Dragon tão aclamado.

A jornada de Ichiban é uma narrativa próxima da perfeição, e Infinite Wealth mantém esse alto padrão. Ao encerrar a história de Kiryu e passar a tocha para Ichiban, o jogo serve como uma ponte coesa entre as séries Yakuza e Like a Dragon, proporcionando uma despedida adequada para um ícone e uma introdução emocionante para um novo protagonista. A narrativa do terço final é especialmente digna de elogios, proporcionando momentos emocionantes e surpreendentes que ressoam com os jogadores.

Com um gameplay divertido, melhorias que tornaram o combate por turnos mais estratégico, novas mecânicas adicionadas pouco a pouco durante a campanha para empregar novidades e uma quantidade satisfatória de ótimos minigames e conteúdos paralelos de qualidade, o game agrega muitos lados que certamente irão agradar a diferentes perfis de jogadores.

Apesar de alguns problemas, como uma limitação clara gráfica, talvez causada pelo uso de longa data pelo motor gráfico, Infinite Wealth continua a tradição de excelência da RGG Studios.

Em resumo, Infinite Wealth é uma adição notável à série Like a Dragon, oferecendo uma experiência envolvente e emocionante que agrada tanto aos fãs antigos quanto aos novatos. É uma obra-prima que destaca o melhor do desenvolvedor, da franquia e do gênero como um todo.

Vantagens

  • Melhorias no combate o tornam ainda mais divertido que o antecessor e mais estratégico;
  • Muito conteúdo paralelo e minigames divertidos com sistemas profundos;
  • Melhorias na curva de dificuldade;
  • Desenvolvimento narrativo e de personagens inigualável.

Desvantagens

  • Texturas e qualidade gráfica ainda parece datada;
  • NPCs e movimentação de personagens robótica;
  • Novos jogadores podem ficar perdidos.

San Moreira
San Moreira tem 33 anos e é natural de São Paulo. Eu sou formado em Banco de Dados e Gestão Empresarial. Amante da cultura gamer, sempre apaixonado pelo universo. Atuando como jornalista e Content Manager de games com foco na plataforma PlayStation e Battle Royales como Free Fire. Teve a ideia de criar este site exclusivamente pela vontade informar e ajudar a comunidade gamer.