Bungie é atingida com onda demissões


novo jogo bungie multiplayer

A indústria de jogos enfrenta um ano desafiador, marcado por demissões em vários estúdios, incluindo a renomada Bungie, que recentemente se tornou o mais recente estúdio a reduzir sua força de trabalho. De acordo com relatos de funcionários e especialistas do setor, a Bungie, agora sob a égide da PlayStation, realizou demissões em massa, contribuindo para uma tendência preocupante.

A Onda de Demissões na Indústria de Jogos

As demissões na Bungie ocorreram poucas semanas após o estúdio Naughty Dog, também associado à PlayStation, ter demitido vários contratados. Além disso, os estúdios PlayStation Visual Arts Group e Media Molecule também enfrentaram demissões significativas. No entanto, vale ressaltar que a Bungie só se uniu à família PlayStation em 2022, o que levanta questões sobre a rapidez das mudanças internas.

Confirmação de Demissões por Funcionários da Bungie

As consequências dessas demissões vão além dos números e estatísticas, afetando profundamente a vida dos funcionários. Liana Ruppert, ex-gerente de comunidade de Destiny 2 e co-líder de acessibilidade da Bungie, compartilhou sua angústia após sua demissão nas redes sociais. Suas palavras refletem o impacto humano dessas mudanças:

“Bem… meu coração está partido por todos os afetados[.] Agora estou procurando oportunidades. Estou processando, estou com o coração partido. Não sei o que fazer daqui… esta era a minha casa. Eu me sinto tão perdido[.]”

Amanda R., que atuava como líder de recrutamento técnico na Bungie, também expressou sua desolação no LinkedIn:

“É uma sensação estranha acordar de manhã animado para a semana que se inicia, apenas para começar o dia a saber que você foi atingido por uma redução na força e agora está em busca de emprego. Eu realmente adorei meu tempo na Bungie e na indústria de jogos. Conheci pessoas incríveis, aprendi muito e realmente pensei que havia encontrado um lar para o resto da minha carreira.”

Um Ano de Demissões na Indústria

O cenário de demissões na indústria de jogos não se limita à Bungie. Grandes estúdios, como Ubisoft, BioWare, CD Projekt Red, Electronic Arts, Take-Two, Embracer Group, Bethesda Game Studios e Gearbox Publishing, também enfrentaram reduções significativas em seus quadros de funcionários, contribuindo para a perda de milhares de empregos neste ano. Um dos exemplos mais marcantes foi a Unity, que relatou 900 demissões em 2023.

Até o momento, nem a Bungie nem a PlayStation emitiram declarações públicas sobre essas demissões, deixando muitas perguntas sem resposta.

As demissões na Bungie e em toda a indústria de jogos em 2023 destacam os desafios que o setor enfrenta. Além das implicações econômicas, elas têm um impacto emocional profundo sobre os funcionários que dedicaram tempo e paixão ao desenvolvimento de jogos. Enquanto a indústria continua a evoluir, é importante que os estúdios e as partes interessadas considerem o equilíbrio entre lucro e bem-estar dos talentosos profissionais que fazem parte dessa indústria em constante crescimento.


San Moreira
San Moreira tem 33 anos e é natural de São Paulo. Eu sou formado em Banco de Dados e Gestão Empresarial. Amante da cultura gamer, sempre apaixonado pelo universo. Atuando como jornalista e Content Manager de games com foco na plataforma PlayStation e Battle Royales como Free Fire. Teve a ideia de criar este site exclusivamente pela vontade informar e ajudar a comunidade gamer.