A história de Sonic Frontiers irá além do cenário habitual de mocinhos versus bandidos


sonic frontiers tradicionais fases lineares ciberespaço vídeo

Os jogos de Sonic the Hedgehog não são lembrados por suas grandes histórias, mas parece que a Sonic Team está tentando mudar isso com a história de Sonic Frontiers.

Falando com a Game Informer, o diretor criativo da Sonic Team, Takashi Iizuka e o diretor do jogo Morio Kishimoto comentaram sobre a história de Sonic Frontiers, começando pelo envolvimento de Ian Flynn, que trabalhou nos quadrinhos de Sonic the Hedgehog para Archie Comics e IDW Publishing. Foram os quadrinhos publicados pela IDW Publishing, em particular, que impressionaram Takashi Iizuka.

“Ian trabalha como escritor de quadrinhos há muito tempo, então eu estava muito familiarizado com seu trabalho, mas depois de ler os quadrinhos da IDW, fiquei ainda mais impressionado com seu talento. história para o jogo também. Ele conhece bem os personagens, então ele trouxe uma grande melhoria para as emoções e diálogos dos personagens.”

O envolvimento de Ian Flynn na criação da história de Sonic Frontiers também trouxe interconectividade
com entradas anteriores da série, embora não seja grande, como confirmado pelo próprio homem.

“Sou um nerd de carreira do Sonic, então eu queria tecer um pouco do legado da série na história. Eu queria avançar as histórias pessoais dos personagens, mesmo que apenas um pouco. Eu também queria trazer alguma interconectividade para os jogos anteriores. Não há nada que seja muito denso para os novos fãs, mas apenas o suficiente para os fãs de longa data apreciarem.”

Sonic Frontiers também contará com o retorno do icônico vilão Dr. Eggman, e ele será uma figura chave na história. Curiosamente, ele não será apenas o vilão, e ele apresentará um pouco mais de profundidade do que o normal, conforme detalhado pelo diretor do jogo Miorio Kishimoto.