Desenvolvedores de DOOM Eternal têm grandes esperanças no multiplayer


Desenvolvedores de DOOM Eternal têm grandes esperanças no multiplayer

DOOM (2016) é inegavelmente uma joia inegável, mas tinha um grande defeito: o multiplayer. A crítica foi quase universal. DOOM era um shooter de ritmo acelerado e inovador, e o multiplayer não correspondia à excelência da campanha single player.

É por isso que algumas surgiram dúvidas quando a desenvolvedora id Software confirmou que o multiplayer estaria de volta para o DOOM Eternal. No entanto, é uma nova ideia. Apelidado de “Battlemode”, um Doom Guy enfrenta duas pessoas jogando como demônios.

Previsivelmente, a id Software está no topo do Battlemode, mas o raciocínio parece que dará certo. Em entrevista ao Video Games Chronicle, o diretor de criação Hugo Martin explica:

Pegamos o DNA de DOOM – a luta de um Slayer contra muitos demônios – e transformamos isso em uma experiência social competitiva. Quando tivemos um Slayer no campo de batalha e deixamos que os jogadores controlem os demônios, foi uma experiência muito boa, nós preferimos dar aos jogadores uma experiência incrivelmente polida e envolvente do que algo enorme com um milhão de modos – algo que que fizemos em Doom (2016).

O produtor executivo Marty Stratton disse:

Com DOOM (2016) nós não damos aos jogadores uma experiência de Slayer no modo multiplayer. Nós não lhes demos a experiência de DOOM que eles tiveram com a campanha e é disso que se trata. Para os jogadores que jogaram DOOM (2016) para a campanha, o multiplayer parecia algo muito inferior. Em comparação, o Eternal é a experiência que eles querem.

É impossível saber como o Battlemode será recebido até que esteja nas mãos dos jogadores. Talvez seja realmente ótimo, mas talvez seja uma distração de curta duração. Seja qual for o resultado, pelo menos a id Software tem a ideia certa, tentando recapturar a sensação do single-player. Afinal, é por isso que as pessoas estão aqui em primeiro lugar.