Com o poder incrível de processamento do PlayStation 5; isso trará o retorno da era “programável”, diz dev


processamento do PlayStation 5 era programável

A próxima geração de consoles será revelada em breve, e os desenvolvedores começaram a falar sobre o PlayStation 5 e o Xbox Scarlett e o que esperar deles. Entre eles está o diretor geral da série Yakuza, Toshihiro Nagoshi, que recentemente revelou alguns detalhes interessantes.

Falando durante a última transmissão da Sega-Nama, Toshihiro Nagoshi afirmou que o poder de processamento do PlayStation 5 é incrível, e a equipe já está pensando em como usá-lo para melhorar a jogabilidade da série.

Toshihiro Nagoshi também acrescentou que o PlayStation 5 trará um retorno à era “programável”, onde inteligência artificial e aprendizado de máquina serão centrais, ao invés de simples melhorias gráficas.

Um resumo do que foi dito pode ser encontrado abaixo, cortesia da Gematsu.

Mesmo depois da liberação do PlayStation 5, acho que o PlayStation 4 será o foco principal por mais algum tempo.

O poder de processamento do PlayStation 5 é incrível, por isso, quando tentamos pensar em uma nova jogabilidade que utilizará todo o seu potencial, não tenho certeza de quais aspectos da mecânica existente devemos traduzir.

Primeiro, houve um tempo em que os gráficos melhoraram, então havia recursos de rede e agora eu acho que você pode dizer que é um retorno à era “programável”. Eu acho que inteligência artificial e aprendizado de máquina continuarão a evoluir.

Se você derramar seu poder em gráficos, será o melhor que já vimos, e acho que todos estão pensando em como devemos usar esse poder. Eu também. Há inteligência artificial e muitas outras coisas que eu quero pensar.

No início deste mês, conseguimos dar uma espiada no PlayStation 5 em ação. Um vídeo exibido durante uma apresentação oficial da Sony mostrou a rapidez com que o console carrega jogos.

O console PlayStation 5 ainda não tem uma data de lançamento confirmada, mas estima que apareça após março de 2020.