Capcom quer criar mais jogos para o mercado ocidental


capcom mercado ocidental

No mais recente relatório fiscal entregue aos investidores e analistas, a Capcom falou dos seus planos para o futuro e como pretende desenvolver jogos com capacidade de engajar mais ao público ocidental.

A Capcom acredita que os gráficos em alta resolução, a inteligência artificial e a imersão da realidade virtual vão permitir um maior realismo, algo no qual vai apostar, mas não quer abandonar a sua identidade Japonesa.

Nos últimos anos, na medida que o mercado doméstico amadurece, adicionais esforços para aumentar as vendas nos maiores mercados estrangeiros tornaram-se essenciais para manter um crescimento sustentável. Assim sendo, a companhia desenvolverá e venderá jogos que apelam a diversas necessidades dos consumidores, incluindo jogos populares no ocidente, aumentando assim a satisfação do consumidor e assegurando uma vantagem competitiva.

A companhia pretende apostar mais nos eSports e vai reforçar as suas divisões existentes que estão conseguindo sucesso, para criar um ambiente mais coeso e mais eficiente, fortalecendo o valor da empresa.

Séries como Devil May Cry, Mega Man, Monster Hunter, Resident Evil e Street Fighter foram referidas pela Capcom como exemplos a seguir devido ao seu potencial para inspirarem produtos fora da indústria dos games.

Mas continuará trabalhando nestas séries para apresentar mais títulos que satisfaçam os jogadores. A Capcom fala especialmente em jogos de “estilo japonês“, capazes de agradar mais ao consumidor mundial.

O desenvolvimento do mercado estrangeiro vai se tornar crucial para promover estratégias de crescimento enquanto o mercado doméstico amadurece. Os jogos japoneses, juntamente com a animação e mangá ganharam popularidade entre os jovens em todo o mundo, tornando-se numa linguagem global comum.

A companhia já é dona de vários jogos populares no estrangeiro, incluindo Resident Evil e Street Fighter, que se tornaram em filmes de Hollywood, e com o crescente número de fãs de Monster Hunter: World no promissor mercado Asiático, pretendemos promover de forma agressiva a expansão global para criar mais oportunidades de negócio.

Além destas aclamadas propriedades, a Capcom é dona de diversas outras que estão adormecidas e com capacidade para levarem o “estilo japonês” a audiências em todo o mundo. Quais as séries que gostaria de ter de volta?