E3 2019: Elden Ring permitirá que você ande a cavalo, mas não terá cidades para se visitar


Elden Ring FromSoftware com George R.R.Martin vaza na internet

O trailer da E3 para Elden Ring, a colaboração entre FromSoftware e George R.R. Martin, não revelou muita informação sobre o jogo, mas a desenvolvedora deu mais detalhes em entrevistas durante o evento. Uma grande notícia é que o mundo aberto de Elden Ring será explorável a cavalo, mas não apresentará as vilas e cidades que você normalmente esperaria de um jogo de mundo aberto.

Hidetaka Miyazaki, diretor do jogo, detalhou como o mundo aberto de Elden Ring funcionaria em uma entrevista com a IGN. Miyazaki disse que o jogador será capaz de explorar o mundo em um cavalo, o que faz sentido, já que ele também disse que os ambientes do jogo serão muito maiores e mais abertos do que as pequenas áreas interconectadas que compunham o mundo de Dark Souls. .

Colocar o foco na exploração de ambientes grandes e abertos é uma grande mudança para a FromSoftware, que tradicionalmente construiu ambientes bem projetados, repletos de caminhos sinuosos. De acordo com Miyazaki, fazer uma mudança tão grande na fórmula típica do estúdio também explica por que não vamos ver cidades no jogo.

Criar um novo tipo de jogo é um grande desafio para nós. Se adicionarmos cidades em cima disso, seria um pouco demais, então decidimos criar um jogo de estilo aberto focado naquilo em que somos melhores.

Como esperado, o combate vai jogar de forma semelhante ao que acontece nos jogos Dark Souls, mas a estrutura do mundo aberto mudará a forma como as batalhas se desenrolam.

Com um ambiente mais aberto e vasto, a forma como o combate se desenrola torna-se fundamentalmente diferente.

Antes do anúncio oficial de Elden Ring na E3, surgiram rumores de que o jogo seria um jogo de mundo aberto de inspiração nórdica chamado Great Rune, onde o jogador exploraria o mundo a cavalo. A confirmação de Miyazaki de que o jogador poderá montar um cavalo é a única parte desse rumor que até agora confirmou ser verdade. Obviamente, o nome Great Rune não era verdade, e dado o que vimos no trailer, qualquer influência nórdica no jogo final provavelmente será mínima.