Final Fantasy XVI não será um jogo de mundo aberto, diz Naoki Yoshida


Naoki Yoshida, da Square Enix, conhecido como o homem que quase sozinho salvou Final Fantasy XIV, divulgou vários novos detalhes sobre Final Fantasy XVI através de um punhado de entrevistas na mídia.

Falando ao IGN, ele confirmou que o jogo não apresentará um mundo aberto contínuo, embora Final Fantasy XVI se inspire em jogos de mundo aberto de algumas maneiras.

Descobrimos em nossa extensa pesquisa com usuários que muitos jogadores da geração mais jovem nunca jogaram um Final Fantasy ou não têm interesse na série. Para criar um jogo que possa empolgar e ressoar não apenas com nossos fãs principais, mas também com essa nova geração, jogamos muitos jogos e, sim, em Final Fantasy XVI você encontrará inspiração nos recentes RPGs triple-A de mundo aberto. No entanto, para trazer uma história que parece abranger um globo inteiro e além, decidimos evitar um design de mundo aberto que nos limita a um único espaço de mundo aberto e, em vez disso, focar em um design de jogo independente baseado em área que possa dar aos jogadores uma sensação melhor de uma escala verdadeiramente ‘global’.

Além disso, como parte de sua entrevista com a IGN, Yoshida-san revelou que os membros da party acompanharão o protagonista de Final Fantasy XVI, Clive Rosfield. No entanto, ao contrário de Final Fantasy XV, não será possível comandá-los diretamente.

Não queríamos sobrecarregar os usuários em nosso mais novo trailer, então nos concentramos apenas nas batalhas de Clive. Dito isso, durante a maior parte de sua jornada, Clive será acompanhado por um ou mais companheiros. Esses companheiros participarão da batalha, além de trocarem brincadeiras com Clive. Dito isto, os membros do grupo serão orientados por IA para permitir que os jogadores se concentrem apenas no controle de Clive.

Por outro lado, falando à publicação alemã GamePro, o produtor de Final Fantasy XVI disse que Clive Rosfield poderá comandar um chamado amigo.

Você pode dar comandos a esse amigo manualmente durante a batalha, como “Ataque este inimigo” ou “Cure-me, por favor”. Para jogadores que não querem lidar com eles, os comandos também podem ser automatizados.

Naoki Yoshida também falou sobre a singularidade das batalhas de Eikon. Cada um será muito diferente, mesmo do ponto de vista da mecânica, como ele disse ao Game Informer.

O design geral do jogo para essas batalhas Eikon versus Eikon, no entanto, deve ser único e, na verdade, não usamos exatamente o mesmo sistema duas vezes. Cada batalha é completamente única em seu estilo de jogo e por isso estamos fazendo algo meio louco.

Por exemplo, talvez uma batalha Eikon contra Eikon, se você tiver Eikon A contra Eikon B, essa batalha será uma reminiscência de um jogo de tiro em 3D. Enquanto outro Eikon contra um Eikon diferente, é mais como uma luta profissional, e então talvez até um terceiro com um Eikon contra outro Eikon transformará uma área inteira em um campo de batalha. E, novamente, não reutilizamos esses sistemas e cada uma dessas batalhas Eikon versus Eikon é única e mudará a cada batalha.

Por fim, Yoshida-san explicou ao PlayStation Blog que Final Fantasy XVI é jogável do início ao fim. No entanto, a narração em vários idiomas ainda está sendo concluída e os desenvolvedores também estão dedicando um tempo para ajustar a dificuldade do combate.

No momento, o jogo é totalmente jogável do início ao fim, mas temos muitas locuções em vários idiomas que ainda precisam ser gravadas. Final Fantasy XVI é um jogo muito orientado para a ação, então também estamos fazendo muitos testes para ajustar os níveis de dificuldade, bem como dar os toques finais nas cenas e passar por um processo de depuração em grande escala. Um ano é pouco tempo no desenvolvimento de jogos, então estamos todos nos esforçando um pouco para ultrapassar a linha.

Final Fantasy XVI foi recentemente confirmado como alvo de uma janela de lançamento na metade de 2023. Outras plataformas além do PlayStation 5 ainda não foram anunciadas.


Qual a sua Opinião?

Gostei Gostei
40
Gostei
HAHAHA HAHAHA
66
HAHAHA
Não Gostei Não Gostei
26
Não Gostei
Bravo Bravo
60
Bravo
Legal Legal
6
Legal
Chorando Chorando
13
Chorando
Surpreso Surpreso
20
Surpreso
San Moreira
San Moreira tem 33 anos e é natural de São Paulo. Eu sou formado em Banco de Dados e Gestão Empresarial. Amante da cultura gamer, sempre apaixonado pelo universo. Atuando como jornalista e Content Manager de games com foco na plataforma PlayStation e Battle Royales como Free Fire. Teve a ideia de criar este site exclusivamente pela vontade informar e ajudar a comunidade gamer.