Diretor de DOOM Eternal pensou em colocar uma protagonista feminina


Confira 15 minutos de gameplay de DOOM Eternal

O diretor de jogo do Doom Eternal disse que colocou “muito pensamento” na possibilidade de adicionar uma protagonista feminina à franquia Doom.

Falando em uma stream da id Software durante o Playthrough de Doom Eternal do diretor (via VideoGamesChronicle), Hugo Martin disse que “pensou sobre isso”, quando questionado sobre a possibilidade de uma protagonista feminina do Slayer. “Eu realmente me esforçaria para ter um impacto na jogabilidade de uma forma significativa. Definitivamente, pensei muito nisso”, continuou o diretor do jogo.

Martin elaborou, dizendo que preferia mudar o impacto da jogabilidade em vez de ser uma simples reformulação do Doom Slayer existente. “Eu acho que se fizéssemos isso, eu gostaria que fosse letal. Eu acho interessante como isso afetaria os Glory Kills e as armas que ela teria. O estilo de luta [seria] certamente [seria] totalmente agressivo, com certeza , mas um tipo diferente de agressão”, disse Martin.

“Tonalmente, quando se trata de criar a ação, você pensa, ‘se The Slayer é uma Ferrari, então o que uma Slayer mulher seria? O que seria uma Slayer Medieval?’ Como isso afetaria as coisas e que tipo de analogias você tiraria disso para permitir que influenciasse a experiência? Definitivamente seria legal “, concluiu o diretor.

Mesmo sem um nome, o protagonista de Doom sempre foi um personagem masculino, apelidado de “Doomguy” em alguns casos por vários jogos da longa série. Uma protagonista feminina seria a primeira vez para a franquia da id Software, tanto nos jogos Doom retrô quanto na saga moderna de reboot.

Agora para Perdição Eterna, nós estamos esperando o próximo lançamento de ambos os Deuses antigos: Part 2 DLC, bem como os Next-Gen atualizações para o jogo com o PS5 , Xbox Série X , e Xbox Série S. A sequência da id oferecerá uma atualização gratuita de próxima geração para qualquer um que já possua o jogo nas plataformas da geração atual.